A Sociedade da Neve: Quantos dias os sobreviventes ficaram nas montanhas?

Baseado em uma história real, o filme é o primeiro lançamento de 2024 da Netflix!

A Sociedade da Neve - Imagem do filme
Divulgação

Marcando o primeiro projeto original de 2024 lançado pela Netflix e já sendo alvo de bastante destaque, o filme A Sociedade da Neve desperta um interesse único do público pelos acontecimentos retratados na produção. E assim, como já é esperado para histórias baseadas em fatos reais,  vários questionamentos acabam surgindo por conta do público.

O novo filme catástrofe da plataforma de streaming oferece uma recontagem emocionante e quase totalmente precisa da queda do avião nos Andes em 1972 e dos trágicos acontecimentos que se seguiram. O longa conta com um elenco inteiramente formado por atores sul-americanos, principalmente de ascendência argentina e uruguaia, e está sendo anunciado pelas famílias dos passageiros da vida real, vivos e falecidos, como a representação cinematográfica mais honrosa e precisa dos acontecimentos por sua exploração de novos caminhos de filosofia e moralidade – além de retratar a incrível história real como nunca feito antes.

Assim, respondendo um dos principais questionamentos de “A Sociedade da Neve“, não poderíamos deixar de trazer o maior fator que surpreende todos que se familiarizam com a história: quantos dias os sobreviventes da queda do o avião da Força Aérea Uruguaia 571 tiveram que esperar nas montanhas até serem resgatados.

Os sobreviventes de A Sociedade da Neve ficaram por 72 dias nas montanhas!

A Sociedade da Neve
Divulgação

Apesar das temperaturas extremas que foram enfrentadas pelos sobreviventes (registradas em até -30ºC) e um suprimento de alimentos extremamente limitado – 8 barras de chocolate, 1 lata de mexilhões e 1 lata de amêndoas -, os passageiros do voo Força Aérea Uruguaia 571 passaram 72 dias no Vale das Lágrimas!

Passando por uma situação extrema e um racionamento rigoroso dos mantimentos restantes, o grupo teve que recorrer à medidas extremas (e, por vezes, terríveis) para sua sobrevivência. Logo no início da sua longa estadia nos picos dos Andes, os sobreviventes tentaram comer o recheio dos assentos dos aviões, cintos e couros dos sapatos. No entanto, quando ficou claro que isso não seria suficiente para evitar a sua fome, eles tiveram que recorrer a uma decisão dolorosa: consumir os corpos dos mortos que estavam ali – muitos se ofereceram voluntariamente, caso viessem a falecer.

A partir desse momento, a Força Aérea Chilena enviou três helicópteros para ajudar no resgate do restante dos sobreviventes que ficaram nas montanhas, guiados pela dupla que conseguiu chegar em segurança no país. Eventualmente, os outros 14 sobreviventes foram salvos.

Confira também: A Sociedade da Neve: Qual o local exato em que o avião caiu?

Não deixe de acompanhar todas as notícias diárias sobre filmes, séries e games no Jornada Geek. Aproveite para curtir a nossa página no facebook, além de nos seguir no twitterinstagram e também no Google News.

Notícias Relacionadas

Amanda Vizagre
Amanda Vizagre
Apaixonada por cinema e interessada nos bastidores e curiosidades por trás de filmes, games e séries, se formou em Rádio, TV e Cinema em 2017. Seu jogo favorito é The Last of Us e dentre seus títulos favoritos estão as séries 24 Horas, Friends e Bones; a saga Harry Potter; e a animação Avatar: A Lenda de Aang.

Jornada Geek + Lolja

Últimas Notícias