Homem-Aranha: os 5 poderes que ainda não foram explorados no cinema

Conheça cinco poderes poucos explorados no universo da MCU que atribuem ainda mais complexidade ao personagem.

Homem-Aranha e os poderes ainda não explorados no cinema
Divulgação

A história do Homem-Aranha teve seu marco inicial em “Amazing Fantasy” #15, lançada em agosto de 1962 pela Marvel Comics, criada por Stan Lee e Steve Ditko. O personagem, cujo nome civil é Peter Parker, foi concebido como um adolescente comum que, após ser picado por uma aranha radioativa durante uma exposição científica, adquire habilidades aracnídeas extraordinárias.

No enredo original, Peter Parker era um estudante do ensino médio, frequentemente menosprezado pelos colegas e enfrentando desafios típicos da adolescência. Após a picada da aranha radioativa, ele descobre suas novas habilidades, incluindo força sobre-humana, agilidade, capacidade de escalar paredes e um “sentido aranha” que o alerta sobre perigos iminentes.

Influenciado por uma tragédia pessoal – a perda de seu tio Ben para um criminoso que ele poderia ter impedido –, Peter Parker decide usar suas habilidades para combater o crime e assume a identidade do Homem-Aranha. A primeira aparição do personagem foi um sucesso, e, devido à resposta positiva dos leitores, o Homem-Aranha ganhou sua própria série em quadrinhos, “The Amazing Spider-Man”, que estreou em março de 1963.

Desde então, o Homem-Aranha tornou-se um dos super-heróis mais icônicos e populares do universo Marvel. Já no universo cinematográfico, com uma galeria de super-heróis cada vez mais expansiva, na Marvel, o Homem-Aranha continua a ser um dos personagens mais queridos e intrigantes.

Embora as habilidades aracnídeas de Peter Parker nas telonas já sejam exploradas de maneira geral, há uma série de poderes do personagem do quadrinho que ainda não foram explorados no universo MCU.

Sentido aracnídeo

Nos quadrinhos, o sentido aracnídeo de Peter Parker é retratado como um instinto extremamente aguçado, capaz de alertá-lo sobre perigos iminentes. Embora o público tenha visto vislumbres desse poder nos filmes anteriores, uma exploração mais profunda desse sentido avançado poderia proporcionar momentos de suspense e agilidade ainda mais intensos nas futuras tramas que o envolvem.

Capacidade de regeneração

Nos arcos mais recentes das HQs do Homem-Aranha, o herói adquiriu habilidades de cura aprimoradas, aproximando-se das capacidades de regeneração de outros super-heróis. Esta faceta do personagem oferece oportunidades interessantes do ponto de vista das narrativas envolventes, especialmente em situações em que a resiliência física de Peter Parker é testada.

Características de aranha

Um poder menos explorado nos filmes do Homem-Aranha também é sua habilidade de assumir características físicas de uma aranha. Nos quadrinhos, Peter já teve a capacidade de desenvolver múltiplos braços ou até mesmo lançar teias orgânicas do próprio corpo. Incorporar esse elemento poderia adicionar um toque mais místico e fantástico ao MCU.

Manipulação avançada de teias

A habilidade de manipular os campos de teia para criar diferentes formas e estruturas também é algo pouco presente na narrativa do personagem, o que poderia oferecer possibilidades criativas para o personagem não apenas em termos de locomoção, mas também como uma ferramenta versátil em situações de combate.

Metabolismo acelerado

Dentro do universo das histórias em quadrinhos da Marvel, Peter Parker já ingeriu venenos e adquiriu doenças e níveis de radiações que seriam letais para um ser humano comum – o que demonstra que sua exposição à mordida de uma aranha geneticamente modificada resultou no desenvolvimento de um metabolismo notavelmente mais acelerado do que o encontrado em humanos.

As habilidades mais intrigantes do Homem-Aranha nos quadrinhos estão diretamente associadas às defesas encontradas nas aranhas na vida real. Durante a trama de “O Outro”, Peter Parker adquire a habilidade de gerar grandes presas retráteis em seus punhos, capazes de injetar um veneno peculiar nos seus oponentes.

Esse veneno, liberado por apêndices alongados que assemelham-se a garras, resulta em uma paralisação completa, embora temporária, nos adversários do herói. Em certos confrontos, como na batalha contra o vilão Morlun, as presas também têm a capacidade de secretar uma toxina fatal.

A partir desse momento, sua recuperação não se limita apenas a um ganho físico rápido, mas inclui também a capacidade de neutralizar toxinas em tempo extraordinariamente curto. Essa habilidade permite que o Homem-Aranha enfrente, por exemplo, os efeitos do vampirismo, já que seu sangue combate eficazmente a enzima responsável por esse tipo de transformação.

Além disso, Peter Parker passa por uma significativa transformação genética após um enfrentamento com Adriana Soria, também conhecida como Rainha-Aranha. Como resultado desse episódio, o Homem-Aranha adquire habilidades adicionais notáveis, incluindo a capacidade de estabelecer uma conexão mental com aranhas.

No final do último filme do Homem-Aranha, após buscar uma casa para alugar, Peter se estabelece em um novo apartamento, após o esquecimento de todos a respeito do herói. Enquanto os fãs aguardam ansiosos pelas próximas aventuras, as especulações sobre os poderes ainda não explorados no MCU alimentam a curiosidade.

Com o próximo filme do Homem-Aranha ainda sem uma previsão de estreia oficial, muitas incógnitas pairam sobre o futuro do personagem. Recentes vazamentos sugerem que o enredo pode mergulhar ainda mais nas raízes aracnídeas do personagem, explorando facetas diversas. A expectativa é de que o filme continue a tradição de surpreender os fãs, incorporando elementos ainda inexplorados dos quadrinhos.

Confira também: Jensen Ackles estrela filme de terror que é destaque na Netflix

Não deixe de acompanhar todas as notícias diárias sobre filmes, séries e games no Jornada Geek. Aproveite para curtir a nossa página no facebook, além de nos seguir no twitterinstagram e também no Google News.

Notícias Relacionadas

Marco Victor
Marco Victor
Amante de filmes, séries e games, criou o Jornada Geek em 2011. Em 2012 se formou em Jornalismo pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora (CES/JF), e a partir de então passou a fazer cursos com foco em uma especialização em SEO. Atualmente é responsável por desenvolver conteúdos diários para o site com focos em textos originais e notícias sobre as produções em andamento. Considera Sons of Anarchy algo inesquecível ao lado de 24 Horas, Vikings e The Big Bang Theory. Espera ansioso por qualquer filme de herói, conseguindo viver em um mundo em que você possa amar Marvel e DC ao mesmo tempo.

Jornada Geek + Lolja

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui