TMNT: Shredder’s Revenge | Review – Vale a pena jogar?

Jogo já está disponível para consoles e PC.

Novo jogo protagonizado pelas Tartarugas Ninja
Divulgação

Classificação:

nota surpreendente

Não é segredo pra ninguém que os fliperamas tiveram os seus momentos de auge com jogos no estilo beat up. Foram muitos sucessos que passaram pelas grandes máquinas de fichas, e que por sua vez também estiveram presentes em algumas gerações de consoles. Agora, anos depois, aos poucos novos títulos de franquias clássicas que utilizavam essa mecânica vão ressurgindo no mercado trazendo assim um grande sentimentos de nostalgia. E é justamente neste sentimento, somado a uma diversão sem igual, que TMNT: Shredder’s Revenge se apega ao chegar no mercado para a atual geração de consoles e PC.

A história de TMNT: Shredder’s Revenge

Com Bebop e Rocksteady acumulando engenhocas para apoiar o mais recente esquema de Krang e Destruidor, TMNT: Shredder’s Revenge encontra as Tartarugas Ninja lutando em cenários icônicos do universo TMNT para então frustrar o mais diabólico plano de seus inimigos.

Munidos de chocantes novas habilidades construídas sobre uma base de mecânicas clássicas dos jogos de “briga de rua”, a gangue está de volta e prestes a entrar numa aventura emocionante e espetacular que os conduzirá dos esgotos e bairros agitados da cidade de Nova York até a Dimensão X.

TMNT: Shredder’s Revenge: os gráficos merecem destaque

Um ponto válido a ser citado sobre TMNT: Shredder’s Revenge envolve logo de início a forma como o seu desenvolvimento foi realizado, já que o jogo conta com gráficos pixelizados que foram desenvolvidos claramente com todo o cuidado possível pela equipe da Tribute Games. Os detalhes foram mínimos para recriar uma experiência do passado, e que como consequência tem uma entrega perfeita para o público.

Aliado ao gráfico também temos um bônus para o lançamento do jogo aqui no brasil: a sua localização em português. Todas os nomes de personagens, fases, e todas as situações que exigem legendas estão completamente em português brasileiro. Algo que, obviamente, facilita o acesso para parte do público, além de também mostrar toda a importância que o nosso mercado tem para os desenvolvedores.

Uma jogabilidade clássica e ainda funcional

Nova imagem do jogo TMNT: Shredder's Revenge
Divulgação

Se você é um fã de jogos beat up não irá encontrar grandes dificuldades nos comandos adotados para TMNT: Shredder’s Revenge, e se não for e estiver começando a aproveitar o formato agora encontrará um caminho igualmente fácil. O motivo? O jogo tem um tutorial com pouco mais de 20 passos em seu início que já facilita o seu caminho deste o início.

Trata-se realmente de uma abordagem no estilo mais clássico deste tipo de projeto, mostrando também que este é ainda o caminho mais funcional. E com uma jogabilidade sem grandes segredos, obviamente, uma diversão cada vez mais garantida e facilitada para todos se faz presente.

Um jogo de nostalgia e diversão

Não tem como definir TMNT: Shredder’s Revenge de outra forma: trata-se de um jogo que com certeza trará muita nostalgia para parte do seu público com uma grande soma de diversão. Enfrentar os inimigos clássicos das Tartarugas Ninja é algo sempre espetacular, principalmente da forma como isso vai acontecendo ao longo de todo este jogo.

Se não bastasse, um elemento que certamente ganhará destaque nas rede sociais e nos comentários dos usuários é o multiplayer deste título. Com a possibilidade de unir até 6 jogadores, os momentos de diversão estão mais que garantidos. E claro, tudo isso com muitas referências e um estilo totalmente descontraído que vai sendo entregue por esse grupo de personagens ao longo de todo o modo história apresentado.

Além disso, algo que não podemos deixar de citar também é a trilha sonora contagiante, que por sua vez ainda é reforçada com o retorno da música tema clássica das Tartarugas Ninja.

Vale a pena jogar TMNT: Shredder’s Revenge?

Imagem de TMNT: Shredder's Revenge
Divulgação

Sem qualquer dúvida, TMNT: Shredder’s Revenge vale o seu investimento de tempo e financeiro. Trata-se de um estilo de jogo que surge raramente no mercado e que deve ser aproveitado quando isso acontece. Além disso, esta é a oportunidade de uma antiga franquia também voltar a se destacar na mídia da forma como deve.

Horas certamente serão aplicadas por algumas pessoas neste jogo em busca de trófeus ou conquistas, enquanto outros vão simplesmente querer aproveitar um tempo a mais com o quarteto de tartarugas que fez tanto sucesso ao longo da década de 90. Eu, particularmente, irei aproveitar estes dois caminhos para passar bons momentos de muita diversão com esses personagens. Sem qualquer desculpas, é hora de sair dos esgotos para salvar Nova York mais uma vez enfrentando vilões clássicos em cada episódio. Cowabunga!

*Texto escrito a partir da experiência no Playstation 5 com o código fornecido pela distribuidora.

Confira também:

The Quary | Review – Vale a pena jogar?

Não deixe de acompanha todas as notícias sobre filmes, séries e games do Jornada Geek. Aproveite também para curtir a nossa página no facebook, além de nos seguir no twitterinstagram e também no Google News.

Notícias Relacionadas

Marco Victor
Marco Victor
Amante de filmes, séries e games, criou o Jornada Geek em 2011. Em 2012 se formou em Jornalismo pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora (CES/JF), e a partir de então passou a fazer cursos com foco em uma especialização em SEO. Atualmente é responsável por desenvolver conteúdos diários para o site com focos em textos originais e notícias sobre as produções em andamento. Considera Sons of Anarchy algo inesquecível ao lado de 24 Horas, Vikings e The Big Bang Theory. Espera ansioso por qualquer filme de herói, conseguindo viver em um mundo em que você possa amar Marvel e DC ao mesmo tempo.

Jornada Geek + Lolja

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui